profile

Retratos de uma existência

General
profile
RETRATOS DE UMA EXISTÊNCIA
Prefácio
A quem pertencem seus pensamentos? Isso mesmo, estou falando dessas várias vozes que tagarelam sem cessar em sua cabeça, desse fluxo infinito de discursos dentro de sua mente. Então? A quem pertencem?
A resposta óbvia seria: pertencem a mim, unicamente a mim, são a última trincheira de minha intimidade, onde guardo minha essência mais profunda. Meus pensamentos representam minha consciência estritamente individual, eles protegem minha identidade, minha história, minha autonomia, minha individualidade.
Mas, e se eu disser que existem, em média, 24 nomes de marcas que podem saltar independentemente de seus pensamentos a partir da simples e breve imagem de um produto? E os vários jingles, bordões, canções e ditados que precisam apenas de algumas notas ou de um trecho inicial para serem reproduzidos sub-repticiamente na algazarra de seus pensamentos? E os pré-conceitos, herdados e incorporados por séculos a nossas mentalidades como se fossem as verdades mais cristalinas?
Read More
  1. Advantages
  2. Details

De um lado o amor oscila entre a pureza do amor (de certa forma) e entre o ato de sentir o amor. Ou seja, existe o amor em duas formas: - A pureza do amor no sentido de quando "eu amo!" sou íntegro, mas quero de volta o mesmo "amor" com a mesma intensidade, talvez um pouco menos, talvez um pouco mais. Sobre o amor a abordagem ou alguns comentários digamos, estão na forma "abstrata" onde a emoção ou as emoções de "sentir" ou "viver" o amor se sobrepõe(m) as emoções de tê-lo "sofrido". Além do amor, que como afirmei é abordado de uma forma poética, meio que entre as "angústias da alma" existem as questões existenciais onde se sobressaem as dúvidas e as respostas sobre em especial questões ligadas à intimidade do ser tipo: "penso, logo existo".

Advantages

7-day warranty

Safe payments

Frequently Asked Questions