profile

Approach Shot - Aprendendo com lidar com bolas curtas

Health and Sports
profile

Mesmo que você seja um jogador regular no fundo da quadra, porque não tenta variar um pouco sua forma de jogar, para ganhar mais partidas? O tênis não é um jogo de força, mas de estratégia!
Surpreenda seu adversário, alternando suas jogadas, mudando efeito, velocidade e até seu posicionamento na quadra, indo um pouco mais para a rede e criando dificuldades, para que ele não se acostume com seu padrão de jogo.
A base do jogo está no fundo da quadra, e você já tem! Então, comece a preparar a jogada de uma forma diferente e aguardar a oportunidade para subir à rede. Estas oportunidades vão surgir mais rápido ou com menos frequência, dependendo da sua estratégia e da forma que suas bolas seguem para o outro lado da quadra. Bolas mais profundas, provavelmente, voltarão mais curtas.
Mas se ficar apenas aprofundando a bola, seu oponente vai se acostumar com esse padrão e, rapidamente, se adaptar. Para que isso não ocorra, use o topspin, fazendo jogadas diferentes, mudando o efeito, velocidade, altura e fazendo seu adversário se movimentar bastante, não dando tempo para que se adapte e possa perceber o que vem pela frente.
Bem, então vamos pensar primeiramente nas jogadas de fundo, o que precisa fazer e como treinar.
O básico que deve treinar é trocar bolas bem próximas da linha de fundo. Porque?
Quando você começa a trocar bolas de fundo com seu oponente, você deve ficar atento, esperando por uma bola mais curta para poder dar seu approach. Está é sua estratégia!
Para que esta bola surja, você precisa provocar, criar uma situação desconfortável, fazendo com que seu adversário chegue mal na bola e retorne uma bola mais curta, que não o incomode.
Read More
  1. Advantages
  2. Details
  3. Content

1º Aguardar pela bola certa, o momento! –

Precisa trabalhar o ponto para dar o bote no momento certo. Só assim, será uma jogada perfeita. Precisa ter calma e preparar a jogada com bolas bem profundas e aguardar por uma bola um pouco mais curta para subir.

2º Onde direcionar a bola –

A estratégia do approach é entender onde deve direcionar a bola para não levar uma passada. Existe uma regra que deve ser seguida rigorosamente, sempre. Na maioria das vezes, a melhor opção é a paralela, onde você consegue fechar o seu lado da quadra sem correr muito. Quando você direciona uma bola cruzada, você abre a quadra, e precisa correr mais para fechar os ângulos que abriu, favorecendo um contra pé para o seu adversário. Só usamos a cruzada no approach em duas situações:

Primeira – quando for o lado mais fraco do adversário

Segunda – quando queremos quebrar o padrão de jogo

3º Qual efeito usar -

O vai ajudar a manter a bola na quadra, mas no approach, além de manter a bola na quadra, precisamos de tempo para conseguir fechar os ângulos que abrimos antes do adversário bater na bola, ou seja, a escolha do efeito relacionada com sua intenção são fundamentais no approach.

Na teoria, uma bola lenta daria tempo para você conseguir se posicionar na rede e fechar os ângulos mas, na prática, pode ser complicado se o adversário chegar bem na bola. Além de tempo, precisamos de uma bola baixa para obrigar o seu adversário bater para cima. Uma bola alta, para volear, oferece conforto e abre ângulos e fica mais agressiva, ou seja, o voleador controla o ponto.

Para que esta bola retorne alta, da forma que você quer, o slice seria a escolha perfeita. Ela demora para chegar no seu alvo e depois do quique, ela abaixa, enquanto que o topspin chega antes (menos tempo para chegar na rede) e depois do quique a bola sobe (mais ângulo para passadas), facilitando o seu adversário bater para baixo (bola no pé), dificultando o voleador, deixando você numa posição de defesa.

Advantages

7-day warranty

Safe payments

Frequently Asked Questions