Análise Sobre Ibogaína – Uma arma natural contra a dependência química?

Animals & PlantseBooks or Documents

Uma análise crítica sobre uma teoria naturalista, que muitos alegam ser um alternativa natural no combate contra a dependência química. Sabe-se que esse os primórdios de nossa civilização as plantas são consideradas fonte e alimento e cura. Na bíblia em Isaías 41:19 e em outras passagens é possível ver que o uso das plantas, e que não se limita ao alimento que comemos, pois Deus também nos entregou as plantas e ervas para a cura de males, tanto físicos (2 Reis 20:7; Salmos 51:7), como emocionais (Gênesis 43:11; Salmos 45:8; Cantares 2:5). Há também um texto curioso que trata de um milagre realizado por Moisés com o uso de uma planta, que serviu para purificar uma porção de água que estava imprópria para consumo (Êxodo 15:22-27). Na parte final da Bíblia, no livro profético de Apocalipse, lemos que Deus ofereceu as folhas da Árvore da Vida para a cura das nações (Apocalipse 22:1-2).

  1. Advantages
  2. Details

Essa pesquisa vai municiar o leitor de argumentos para concordar ou discordar de uma teoria que vem sendo difundida atualmente no meio das comunidades terapêuticas e dos órgãos que tratam da problemática de dependência química. não basta somente concordar ou discordar mas deve-se concordar com alguma razão e discordar com alguma razão e este trabalho imparcialmente apresenta argumentos e pesquisas de pessoas que concordam e pessoas que discordam da aplicabilidade deste método. Este trabalho não é uma recomendação mas uma análise crítica de uma alegada metodologia de uma teoria. Significa dizer que não concordamos em discordar vamos mas apresentamos e analisamos fatos para que o leitor esteja plenamente informado sobre a exploração naturalista da ibogaína.

Advantages

7-day warranty
Safe payments
Hotmart Support
Access in all devices
Pay with two cards
How can I access it?

After your purchase, the product will be available in your account

You'll access your product through a link that we'll send to your email. You can also access it on this page.

Frequently Asked Questions