profile

Akira Kurosawa - O cinema do Mestre Japonês

Music and ArtsOnline Courses and Subscription Services
profile

Um dos cineastas mais famosos do oriente, espécie de embaixador do cinema japonês, Akira Kurosawa pertenceu à geração dos humanistas do pós-guerra (segundo Audie Bock).

Iniciando nos anos 1940 com um modernismo devedor dos experimentos da década anterior, Kurosawa foi burilando seu estilo até atingir um classicismo, ainda que distorcido e contaminado pelo moderno, em filmes grandiosos como Os Sete Samurais e Trono Manchado de Sangue, justamente da fase em que o ocidente lhe abria as portas, após o sucesso de Rashomon.

O auge de sua carreira, a primeira metade dos anos 1960, foi também um período duro, em que alguns dissabores determinaram o ritmo mais lento com que filmou após 1965 e os fracassos comerciais causaram seu exílio, após uma tentativa frustrada de suicídio.

Em quatro encontros de duas horas e meia, totalizando uma carga horária de 10 horas, o presente curso pretende investigar todas as fases desse mestre que muitas vezes foi injustamente acusado de um ocidentalismo excessivo.

Por meio da plataforma zoom, que permite compartilhamento de trechos de filmes e textos, passaremos pelos principais filmes, por momentos de seu cinema que podem ser considerados antológicos e por alguns dos melhores textos escritos sobre sua obra.

Read More
  1. Advantages
  2. Details

1) 1943 – 1949

- Do início na Segunda Guerra à elaboração de uma arte sem igual.

- O começo impactante com A Saga do Judô.

- Ainda na juventude, faz sua obra-prima absoluta: Não Lamento Minha Juventude.

- a renovação do policial com Cão Danado.

2) 1950 – 1958

- Rashomon e o reconhecimento internacional.

- Visão japonesa sobre clássico russo: O Idiota.

- A vida e nada mais: Viver.

- A grandiosidade de Os Sete Samurais e Trono Manchado de Sangue.

3) 1960 – 1965

- Começa a fase das obras-primas em sequência: cinco filmes que refletem o gênio do cineasta.

- A releitura de Hamlet em Homem Mau Dorme Bem.

- Renovando o cinema de samurais com Yojimbo e Sanjuro.

- Renovando (mais uma vez) o policial com Céu e Inferno.

- A obra-prima da desilusão (em mais de um sentido): Barba Ruiva.

4) 1970 – 1993

- Do fundo do poço ao renascimento, e daí ao testamento.

- O fracasso injusto de Dodeskaden e o filme de exílio Dersu Uzala.

- Renascimento com Kagemusha e a conexão com George Lucas e Francis Ford Coppola.

- Ran: sua obra-prima derradeira.

- Melancolia e outono de uma vida: Sonhos, Rapsódia em Agosto, Madadayo.

Advantages

7-day warranty
Safe payments
Hotmart Support
Access in all devices
Pay with two cards
Access via Hotmart Sparkle
How can I access it?

After your purchase, the product will be available in your account

You'll access your product through a link that we'll send to your email. You can also access it on this page.

Frequently Asked Questions